Facebook
Instagram
Youtube
Spotify
Bodog

Jon Jones vs Thiago Santos

A disputa entre o cinturão peso-meio-pesado foi principal luta do UFC 239. Lutando em casa, o norte-americano era o favorito da noite e Marreta tinha poucas chances de sair do octógono com o tão sonhado cinturão.

jon jones marreta 3

Mas o que ninguém esperava é que o azarão teve uma performance impecável e surpreendeu todos da arena. Mesmo com o joelho destruído, Marreta deu mais de 20 chutes até o final da luta –  quase todos com a perna lesionada, deixou Jon Jones em cadeira de rodas e quase colocou a mão no cinturão peso-meio-pesado, de até 93 kgs.

Confira mais detalhes da luta que entrou para a história!

UFC 239

A arena T-Mobile foi palco do UFC 239. Foi no dia 6 de julho de 2019 que a gente viu um dos combates mais marcantes da histórica do UFC: Thiago Marreta x Jon Jones.

Marreta fez uma grande luta em Vegas, mas o americano venceu por decisão dividida no UFC 239. Thiago Marreta já não era um dos favoritos da luta e as chances do brasileiro vencer no octógono eram muitas baixas. Porém, confiante, Marreta dizia que iria chocar o mundo com a sua performance e iria voltar para a casa com o cinturão nas mãos. E foi isso que a gente viu, ou parte disso, acontecer dentro do octógono da T-Mobile.

Já no começo da luta, Jon Jones não apresentava um bom rendimento e seu favoritismo estava caindo. Já o Marreta, considerado o azarão da noite, teve uma performance de alto nível, mas perdeu por decisão dividida (48-47, 47-48 e 48-47) o cinturão do peso-meio-pesado, categoria de até 93 kgs.

Já com o cinturão em mãos, Bones elogiou o desempenho do brasileiro e declarou: “Eu joguei seguro, peço desculpas para os fãs que queriam que essa luta terminasse em nocaute. Ele é muito duro. Thiago Santos é um faixa-preta de muay thai, estou orgulhoso de mim. Eu achei que estava vencendo, nós estávamos jogando um jogo de xadrez muito inteligente. Toda vez que você luta contra um cara de muay thai, você precisa ser inteligente. Os chutes me machucaram muito, eu acho que ele conseguiu explorar um ponto que todos buscaram até hoje e ninguém tinha conseguido. Ele conseguiu explorar uma falha no meu jogo que eu prometo que não terá na próxima vez”.

A luta principal da noite

Logo no primeiro round, Marreta tentou um chute baixo, mas Jones acabou tirando a perna e o chute não o acertou. O carioca fez tanta força que, a perna dele acabou envergando no final do movimento. Depois disso, ele teria que fazer toda a luta, praticamente, sem o apoio da perna esquerda.

Mesmo lesionado, Marreta avisou os treinadores que não iria parar e, não parou! Foi assim até o último round. Foram mais de 20 chutes até o final da luta e, quase todos, foram justamente com a perna machucada. E mesmo assim, o americano teve, sem dúvida alguma, a luta mais difícil de sua carreira.

E foi, pela primeira vez na história, que um dos jurados viu, Jon Jones perder uma luta. Porém, os outros dois jurados, deram a vitória ao norte-americano em uma decisão apertada e definida por pontos.

Mesmo o dono do cinturão não acreditava no resultado. Porque, primeiro, Jones teve que sair do octógono carregado por sua equipe. Depois, com muita dificuldade de caminhar após os duros golpes aplicados pelo carioca, Jones em uma cadeira de rodas declarou: “Marreta é o cara mais forte que eu já enfrentei. Eu tomei dois socos na cara e, nossa, ele arrancou o meu protetor bucal! Mesmo quando eu estava bloqueando, os socos dele atravessavam meu bloqueio. Muito forte!”.

Thiago Marreta Santos

O brasileiro mais conhecido como Marreta, nasceu na cidade do Rio de Janeiro e é considerado um dos melhores lutadores da atualidade. Com 1,88 cm e 93 kg, o carioca é atleta profissional desde 2010 e tem o estilo de luta bastante agressiva.

jon jones marreta 2

Já faturou bônus de luta e performance da noite no UFC em alguns dos seus nocautes. Mas antes de se tornar lutador profissional, ele foi membro da brigada da infantaria paraquedista do Rio de Janeiro e também praticava também capoeira, jiu-jitsu e muay thai.

Já no UFC, o brasileiro já nocauteou nomes importantes, como Eryk Anders, Jimi Manuwa e Jan Blachowicz na categoria dos 93kgs. Depois de levar a melhor em cima do polonês Jan Blachowicz na luta principal do UFC em Praga, o brasileiro pediu um dos maiores desafios de sua carreira: ficar com o cinturão da categoria meio-pesado (pertencente ao Jones).

Antes do encontro entre os dois acontecer, em julho de 2019, Marreta afirmou: “Quero enfrentar o Jon Jones, mas não penso muito no lutador em si. Meu objetivo é ser campeão. Quero quem estiver com o título. Agora, é o Jon Jones”.

Hoje no UFC, que é o maior evento de MMA do mundo, Marreta está na vice-liderança do ranking da categoria e segue em busca do disputado cinturão do peso-meio-pesado.

Jon Jones, a legenda do MMA

Jonathan Dwight Jones, também conhecido como Bones, é um dos maiores lutadores de MMA da atualidade. Com 1,93 cm, 93kg e 215 cm de envergadura, o norte-americano apresenta um cartel impecável.

Bones é bicampeão meio-pesado do UFC e se tornou o campeão mais jovem da história ao conquistar o cinturão pela primeira vez em 2001. Seu estilo de luta, Bones geralmente demonstra um grande arsenal de cotoveladas rodadas que, geralmente, atinge uma velocidade de 900º por segundo. É muito comum a gente ver pisões frontais e laterais e suplês.

jon jones marreta 1

Antes de se tornar lutador profissional, Bones tinha o sonho de ser policial, quase virou zelador, mas não seguiu nenhuma das duas profissões. E também não acompanhou os irmãos, que hoje são jogadores profissionais de futebol americano. A vida do lutador mudou completamente quando recebeu um convite pra treinar MMA via Twitter. Depois disso, a gente já sabe!

Mas como nem tudo são flores, o lutador já esteve envolvido em algumas polêmicas. Em 2015, Jones foi pego em um exame antidoping onde detectava que o jogador tinha usado cocaína.

Na semana do histórico UFC 200, em 2016, o lutador abandonou o card contra o Cormier pois foi pego novamente nos exames com as substâncias clomifeno e letrozole, ambos bloqueadores de estrogênio. E o campeão do Ultimate também foi flagrado em exame antidoping após a vitória contra Daniel Cormier, em julho de 2017. Na ocasião, Bones recebeu uma suspensão de 15 meses da USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) e ficou afastado do octógono por esse período.

Todos querem ostentar o disputado cinturão do UFC, mas só os melhores do octógono conseguem atingir esse objetivo. Tem um bom palpite? Corre lá no Bodog, faça seu cadastro e aposte com cotas bastante atrativas e promoções todas as semanas.