Guillermo Ochoa participará de sua quinta Copa do Mundo no Catar 2022 Guillermo Ochoa participará de sua quinta Copa do Mundo no Catar 2022 - Bodog Blog
Facebook
Instagram
Youtube
Bodog

Guillermo Ochoa participará de sua quinta Copa do Mundo no Catar 2022

Guillermo Ochoa, atualmente jogando pelo América do México, participou de quatro Copas do Mundo com a seleção mexicana e tem como objetivo sua quinta Copa do Mundo no Catar 2022, que será disputada de 20 de novembro a 18 de dezembro.

Guillermo Ochoa

Convidamos você a conhecer as principais características de um dos melhores goleiros do México, que tem uma longa e produtiva tradição no gol. Ochoa sem dúvida desempenhará um papel fundamental no futuro da equipe asteca no Oriente Médio.

Já conhece os estádios onde o torneio será disputado?

foto carnet 2
Dados pessoais:

Nome: Guillermo Ochoa
Data de nascimento: 13 de julho de 1985
Local de nascimento: Guadalajara, México
Idade: 37 anos
Estatura: 190 cm
Peso: 85 kg
Posição em campo: Lateral-direito
Equipe: Goleiro
Número da camisa na seleção: 2

Prêmios:

Africano do Ano (2019), Bola de Ouro Sub-21 Africana (2018, 2019)

Guillermo Ochoa: uma grande carreira para um grande goleiro

O goleiro da seleção mexicana jogou por 5 clubes durante sua bem-sucedida e extensa carreira:

  • América (México)
  • Ajaccio (França)
  • Málaga (Espanha)
  • Granada (Espanha)
  • Standard Liège (Bélgica)

Ochoa fez sua estreia em 2004 no lendário América, um dos maiores clubes do México, aos 18 anos de idade. Em seus primeiros dias, já mostrava suas grandes qualidades e reflexos, o que lhe valeu uma convocação para a seleção sub-20 do seu país, da qual chegou a ser o capitão.

Guillermo Ochoa

Depois de alguns bons anos, em 2007 ele foi o único jogador mexicano a fazer parte da lista de indicados para a Bola de Ouro. Terminou em 30º lugar, nem mais nem menos.

Seu primeiro período com o América terminou em 2011 após 306 jogos, nos quais 79 sem tomar gols. Ele sofreu 396 gols. Depois de passar quase oito anos com as Águias, ele se mudou para a Europa, mais precisamente para o Ajaccio, na França.

Passou três temporadas no clube francês, jogando 116 partidas, sofrendo 186 gols e mantendo 22 partidas sem deixar balançar suas redes. Em sua primeira temporada, ele conseguiu ser considerado o melhor jogador da equipe pela torcida, além de ter sido nomeado o segundo melhor goleiro do torneio, atrás de Hugo Lloris. Foi seu período de consagração.

Depois foi sua vez de vestir a camisa de Málaga, onde teve um período de pouca atividade. Em duas temporadas, jogou apenas 19 partidas, sofrendo 19 gols e mantendo 5 partidas sem tomar gols. Foi talvez o seu pior período como jogador. Por essa razão, ele foi emprestado a Granada, onde usufruiu de melhores momentos e fez 39 aparições em uma temporada.

Seu bom desempenho no time espanhol lhe valeu uma mudança para o Standard Liege em 2017. Ele fez 86 aparições no clube belga, sofreu 113 gols e manteve 22 partidas sem tomar gols.

Após 8 anos no Velho Continente, decidiu retornar, em 2019, ao América, o clube onde ele nasceu. O jovem jogador voltou para casa.

Em clubes, Ochoa acumulou uma liga nacional, um troféu da Liga dos Campeões da CONCACAF e da Liga dos Campeões com o América e uma Copa da Bélgica com o Standard Liege.

Com a equipe nacional, teve mais sucesso, ganhando a Copa Ouro da América Central 4 vezes, assim como uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Ao longo de sua carreira, ele ganhou o direito de ser chamado de “atajapenales” (pega pênaltis), pois salvou 20 pênaltis no tempo regulamentar, classificando-o como o quarto goleiro mexicano com o maior número de lances defendidos na história.

Ochoa jugadorde futbol
Seus pontos fracos são:
  • Cruzamentos
Suas melhores características são:
  • Reflexos
  • Pênaltis

Seu valor de mercado atual é de 1,5 milhões de euros, de acordo com a Transfermarkt.

Ochoa tem usado a camisa do México durante toda a sua carreira.

 Falar de Guillermo Ochoa é falar sobre a seleção do México. Capitão e figura de destaque, ele é talvez a referência mais clara de um jogador representativo de sua seleção em solo asteca, depois de Rafa Márquez. Participou de 4 Copas do Mundo, sendo reserva em duas delas e titular nas outras duas.

Fez 129 partidas por sua seleção, a maior participação entre todos os goleiros. Naquela época, ele sofreu 128 gols e manteve 55 partidas sem tomar gols. Jogou 8 partidas da Copa do Mundo, nas quais sofreu 9 gols.

Na Rússia 2018, ele foi considerado um dos melhores jogadores do torneio e foi eleito o segundo melhor goleiro. Naquela Copa do Mundo, jogou 4 partidas, sofreu 6 gols e manteve 1 partida sem tomar gols, porém o que mais se destacou foram suas impressionantes atuações que serviram para demonstrar sua relevância e enorme importância para o sucesso do México.

Enquanto ele realizou um grande torneio, a partida contra a Alemanha (que o México acabou vencendo por 1 a 0) foi uma aula magistral em reflexos, boas decisões e habilidades de leitura que foram de outro nível. Naquele jogo ele salvou uma cobrança de falta de Toni Kroos, que muitos torcedores mexicanos devem lembrar claramente.

Ochoa precisa fazer uma grande Copa do Mundo no Catar 2022 para que o México sonhe com uma quinta partida

Guillermo Ochoa estará presente no Qatar 2022, exceto por uma catástrofe ou uma decisão incompreensível do técnico da seleção nacional, Gerardo Martino. Será sua quinta Copa do Mundo e ele igualará o recorde de Rafael Márquez e Antonio Carbajal, dois de seus compatriotas em uma seleta lista de jogadores que já disputaram mais Copas do Mundo. Poucos podem se dar a esse luxo.

No Catar 2022, o México foi sorteado no Grupo C com Arábia Saudita, Polônia e Argentina.  Se avançarem, eles jogarão as eliminatórias do Grupo D. Embora nunca se saiba o que esperar dos astecas, é provável que lutem pelo segundo lugar com a equipe europeia e que os sul-americanos fiquem em primeiro.

Qualificando-se em segundo lugar, eles provavelmente encontrarão a seleção da França, uma das equipes mais fortes do torneio, que procurará manter seu título.

Mas, se eles saírem por cima, podem ter que enfrentar a Dinamarca, a revelação mais provável da Copa do Mundo que está por vir.

Para o Catar 2022, o México tentará quebrar a maldição da quinta partida, tendo falhado em avançar para além das oitavas de final desde que sediou o torneio em 1986. Desde então, tem caído sistematicamente nessa fase.

Os mexicanos não terão uma tarefa fácil, pois não estão passando por um grande momento e seu treinador, Gerardo Martino, chega ao torneio sob muitas incertezas Mas, mesmo assim, nas mãos de Ochoa estarão muitas das chances dos astecas na Copa do Mundo de 2022.