Facebook
Instagram
Youtube
Bodog

Os Estados Unidos voltam a uma Copa do Mundo com o objetivo de passar de fase em Catar 2022

A seleção dos Estados Unidos disputará sua 11ª Copa do Mundo em Catar 2022. Os estadunidenses voltam a uma Copa do Mundo depois de uma surpreendente ausência em Rússia 2018, pois tinham seu lugar garantido desde Itália 1990.

Os Estados Unidos, liderados por Gregg Berhalter, recuperaram o sorriso para estarem novamente em uma Copa do Mundo, embora tenham sofrido para classificar em terceiro lugar no octogonal final da Concacaf.

Bodog Seleção Bodog Mundial do Qatar EEUU

Os estadunidenses tiveram que repensar seu estilo de jogo após o fracasso de Bruce Arena ao não conseguir a classificação para Rússia 2018. Contrataram Berhalter, que, com seu estilo pessoal, alcançou o objetivo.

Na Copa do Mundo do Catar 2022, eles estão no Grupo B com Inglaterra, Irã e País de Gales. A priori, parece que irão competir por um segundo lugar que será bastante disputado.

Nas eliminatórias da Concacaf, a seleção norte-americana somou 25 pontos, com 7 vitórias, 4 empates e 3 derrotas. Marcou 21 gols, sendo a segunda com mais gols, e recebeu 10.

POSIÇÃO NO RANKING FIFA: 14. Estados Unidos: 1635,01 PONTOS

Desde Itália 1990, os Estados Unidos têm sido uma presença constante na Copa do Mundo, obtendo resultados interessantes nesse ínterim. Estas são suas últimas participações:

Copas do Mundo Resultados
França 1998: Eliminados na primeira fase.
Coreia & Japão 2002: Perderam para a Alemanha por 1 a 0 nas quartas de final. Alemanha 2006: eliminados na primeira fase.
Alemanha 2006: Eliminados na primeira fase.
África do Sul 2010: Perderam de 2 a 1 para Gana nas oitavas de final.
Brasil 2014: Eliminados nas oitavas de final, após serem derrotados por 2 a 1 pela Bélgica.
Rússia 2018: Não se classificaram.

Os Estados Unidos têm bons jogadores em seu elenco, sendo Christian Pulisic a estrela mais importante e indiscutível. É acompanhado por jogadores do calibre de Antonee Robinson, Yunus Musah, Tyler Adams, Tim Weah e Giovanni Reyna.

Você acha que os Estados Unidos passarão mais uma vez da fase de grupos em Catar 2022?

Gregg Berhalter, posse, pressão e movimento sem bola como chaves do jogo dos Estados Unidos

Uma das principais mudanças introduzidas por Gregg Berhalter na seleção dos Estados Unidos foi a posse de bola com sentido. A equipe norte-americana deixou para trás a verticalidade de Bruce Arena.

Uma das características que o treinador mais trabalha é a de criar vantagens posicionais nas diferentes áreas do campo de jogo. Ou seja, é fundamental para Berhalter alcançar a superioridade de homens em relação ao rival para trabalhar a posse de bola.

Bodog Seleção Bodog Mundial do Qatar EEUU Fã

A isto é somado o movimento constante sem bola de sua equipe. Nesse sentido, é normal a presença de laterais se aventurando em zonas de ataque, para o qual é fundamental a presença de um pivô defensivo que realize as coberturas. Esse é o trabalho de Tyler Adams, jogador do Leipzig e eixo desta equipe norte-americana.

Gregg Berhalter coloca em prática esta filosofia de jogo com uma formação 4-3-3 que ele tem usado muito já ao longo de sua carreira. É, notoriamente, o sistema que ele utiliza com mais frequência. No entanto, ele também varia com:

Formação4-2-3-14-3-1-2

O grande desafio de Berhalter no comando dos Estados Unidos é compreender as limitações de seu próprio esquadrão do ponto de vista ofensivo. Tyler Adams frequentemente se vê sobrecarregado nas tarefas de cobertura defensiva, levando a erros no esquema tático e deixando a equipe exposta.

POSSÍVEL ESCALAÇÃO INICIAL

Formación EEUU

Zazk Steffen; Shaquell Moore, Walker Zimmerman, Miles Robinson, Antonee Robinson; Yunus Musah, Tyler Adams, Luca de la Torre; Paul Arriola, Jesús Ferreira e Christian Pulisic.

Os Estados Unidos são uma boa equipe sob o comando de Berhalter. Tem melhorado e potencializado muitos de seus pontos fortes. Um deles é a pressão alta e intensa com a qual procuram recuperar a bola.

Embora esta comece com os atacantes, a peça-chave na engrenagem dos Estados Unidos é, novamente, Tyler Adams. O trabalho posicional do meio-campista, que lhe permite manter o eixo e a ordem do meio-campo, será essencial para as aspirações estadunidenses em Catar 2022.

Estatísticas dos Estados Unidos em Copas do Mundo

Catar 2022 será a 12ª Copa do Mundo para os estadunidenses, cujo melhor resultado em Copas do Mundo foi o terceiro lugar (em Uruguai 1930), sendo a única seleção não sul-americana e não europeia a alcançar tal posição.

Apesar de terem apenas oito vitórias, os Estados Unidos chegaram às oitavas de final em seis de suas 11 participações em Copas do Mundo. Tem uma porcentagem de vitórias de 26,2%, marcaram 37 gols e sofreram 62. Tem uma média de 1,12 gols marcados por jogo.

Qatar 2022 será a 12ª Copa do Mundo para os americanos. Estes são seus principais números:

PJ PG PE PP
33 8 6 19

Seu maior artilheiro de todos os tempos em grandes torneios é o lendário Landon Donovan, talvez o jogador mais importante da história do futebol estadunidense. Donovan marcou cinco gols em três Copas do Mundo. Clint Dempsey e Bert Patenaude completam o pódio com 4 gols cada.

O papel ofensivo provavelmente será assumido pelo excelente Christian Pulisic, que ainda não jogou em uma Copa do Mundo, mas que será o a referência incontestável no ataque da seleção estadunidense.

Em seu retorno à Copa do Mundo, os Estados Unidos conseguirão passar de fase novamente?

Christian Pulisic, um atacante elétrico, marcador de gols, que buscará deixar sua marca em Catar 2022

Depois de não classificar para a Copa do Mundo de Rússia 2018, Christian Pulisic terá sua primeira experiência mundialista em Catar 2022, onde certamente poderá demonstrar sua qualidade e potencial.

Pulisic, com apenas 23 anos, tornou-se o líder e estrela de sua seleção nacional por direito próprio. Nas eliminatórias da Concacaf, marcou cinco gols na fase final, incluindo um hat-trick em uma partida chave contra o Panamá.

Bodog Seleção Bodog Mundial do Qatar EEUU Jogador

Embora o atacante do Chelsea não tenha dado nenhuma assistência, é desequilibrante em situações de um contra um, lida bem com os flancos e pode fazer diagonais perigosas que lhe permitem entrar no coração da área para chutar pro gol quando a jogada vem pelo flanco oposto.

Bodog Selección Bodog Mundial de Qatar EEUU Figura 2
  • Christian Pulisic.
  • Número #10
  • Edad: 23 anos
  • Atacante.
  • Time atual: Chelsea
  • Altura: 177 cm
  • Peso: 73 Kg
  • Perna boa: direita

Em seus pés estarão as melhores chances dos norte-americanos na Copa do Mundo.

PJ G A
0 0 0

 Você acha que o atacante Christian Pulisic, do Chelsea, liderará os Estados Unidos em Catar 2022? Quantos gols você acha que ele vai marcar?