Facebook
Instagram
Youtube
Bodog

Variância e “bad beat” em poker

Variância e “bad beat” têm sido termos muito sugeridos à redação. Ficamos felizes em saber que nossos leitores tem se preocupado em gerenciar sua vida no jogo de poker, sabendo identificar e lidar com todas as possíveis situações.

variancia em poker

Se perder uma partida de maneira inesperada tendo um bad beat é ruim, o que dizer quando num período de variância a sorte do jogador parece ter mudado e ele se decepciona com sua própria performance? Saber passar por situações adversas é importantíssimo para alguém que queria jogar poker online e deseja avançar em sua carreira.

Neste post falaremos um pouco sobre os maus momentos na vida de um jogador de poker e o que fazer para conseguir lidar com eles. Que tenha uma excelente leitura!

Variância - o mundo cíclico

Em um campeonato há diversos competidores e por mais capacitado que um esteja, como prever o preparo dos outros? Mais ainda, como saber se está ou não em um dia de sorte? A variância é o termo adequado para falar disso.

Por mais capacitado e alerta que esteja um jogador não é possível prever de antemão o resultado de uma partida até que a última carta tenha sido aberta. Da mesma maneira jogadores contumazes de poker sabem que é impossível somente ganhar e que em 10% das partidas perderão para jogadores de classe muito inferior à sua

Ao examinarmos a trajetória de um jogador individual veremos que ao longo de suas milhares de partidas ele terá momentos de baixa. Ainda que seja rentável e profissional, esse jogador certamente não conseguirá seguir somente ganhando. Acontece que algumas vezes essas perdas se darão de maneira repetida e essa variância parece que não varia mais.

Quanto tempo dura a variância?

Marcos Sketch um especialista em poker fez o seguinte comentário sobre a variância:

“É comum oscilações de 300 a 600 buy-ins, dependendo do ROI do player e tamanho do field”. “Até mesmo 1.000 buy-ins é algo que acontece mais vezes do que qualquer um imagina. Todo mundo se assusta quando falo isso, mas sim, estou falando de variância estatística mesmo. Player jogando bem e perdendo 1.000 buy-ins. Bizarro, mas real – quem tem boa noção de estatística e desvio padrão vai entender”.

Assim, ao se pensar em 1000 jogadas a depender do ritmo do jogador pode significar até um período de mais de um ano. Pode ser difícil para um jogador enfrentar um período grande de perdas que podem ainda significar um período de retração da banca do jogador. Como lidar com isso?

O que fazer quando se está em um período de variância?

Deve-se entender que da mesma maneira que o desempenho de um jogador no poker é cíclico, assim como são as estações do ano, desta maneira um jogador que se veja em um mal momento deve buscar entender que se trata de um estágio provisório e que é importante manter a calma.

Um período de baixa é sempre um bom momento para reflexões extensas: rever as partidas e as estratégias, estudar novas técnicas, acompanhar novos jogadores. Novos hábitos também podem ser introduzidos, o que fará com que a mente se exercite ainda mais. Um bom exemplo é a prática de algum esporte, jardinagem ou mesmo um exercício mental como a meditação.

Alguns jogadores também podem exercitar ainda mais sua mente em outros jogos de carta. Para jogadores de poker que buscam novas aventuras recomendamos muitos outros jogos de cartas disponíveis em Bodog tais como Blackjack Single Deck.

Bad Beat

Depois de entendermos que o rendimento de um jogador é variável vamos levar os olhos para uma ocasião ainda mais específica: os momentos finais de uma partida.

bad beat no poquer

Nas corridas de cavalo, quando um cavalo muito fraco ganhava dizia-se que o resultado havia sido “uma zebra”. O que dizer quando sendo o franco favorito perde para um jogador com uma mão mais fraca? Ah, isso é um “bad beat”!

Exemplo de Bad beat real

Um jogador tem uma dupla de ases e seu oponente tem um Ás e um rei. As cartas do flop são um 7 e dois valetes. Neste ponto o jogador está muito bem posicionado já que apenas poucas combinações o fariam perder. Vejamos:

– Hipotese 1: A K + 7 J J + 10 Q = Sequencia

– Hipotese 2: A K + 7 J J + K K = Full House

Apenas nessas duas hipóteses o jogador teria perdido a rodada. Em caso de sair alguma das combinações, um jogador poderia dizer que realmente sofreu um bad Beat já que as chances dessas cartas saírem seriam ínfimas.

Identificando um bad beat errôneo

Estamos em um pré-flop há um jogador que possui um par de valetes. Todos os outros jogadores se retiram e permanece somente um oponente que tem nas mãos um Ás e um 5. O jogador do início entende que tem uma boa mão em relação ao seu adversário e parte para o All-in pagando para ver. A mesa tem no fim as seguintes cartas 5,7, 9, K e Ás. Assim o oponente ganha do jogador com dois pares contra um par.

O jogador teve um golpe de má sorte, um “bad beat”? Veremos que não se trata de um golpe de azar. Ao analisarmos as probabilidades veremos que JJ é favorito antes do flop contra um A J, entretanto essa probabilidade de ganhar é da ordem de 66,7 x 33,3. Assim, com essa mão é possível esperar que estatisticamente, a cada duas vezes que se ganha, uma partida é perdida. Não foi um golpe de azar que fez o apostador perder todo. Foi uma probabilidade mal pensada para um all-in.

O que fazer ao ter um bad beat

Mas se realmente é um verdadeiro bad beat, o que podemos fazer para lidar com isso? Vamos agora a algumas dicas para ajudar você a encarar um bad beat:

1 - Não entre em um turbilhão

Não adianta ficar com raiva ou surtar, esse tipo de comportamento só fará você perder ainda mais a concentração. Em poker dizemos que o jogador está “tiltando” ou passando por um tilt.

2 - Respire com calma

Respire fundo. Você acaba por passar por um momento de estresse e seu corpo necessita que você baixe um pouco a adrenalina. Fechar os olhos e concentrar-se na respiração o ajudará a ficar mais tranquilo.

estrategias do poker

3 - Aceite a realidade

Aceite o acontecido. O que passou, passou e não adianta você ficar mentalmente fazendo jogadas que não fez. Ainda que o passado seja importante para nos ajudar no futuro, ficar amargurando o que não tem mais solução não tem qualquer serventia.

4 - Analise o processo

O importante é perceber o que está acontecendo no momento. Como tem sido as mãos dos jogadores oponentes, como tem sido a sua mão? Analisar também como vai o próprio bankroll é fundamental para permitir a continuidade do jogo

5- Escolhas as jogadas

Talvez escolher mais as mãos que se jogará num estilo mais tight ou talvez baixar um pouco o valor das apostas. Humildade e reflexão são grandes aliados no jogo de poker

Conclusão

Jogadores de todos os níveis passam por bons e maus momentos. Períodos de variância em que o jogador acredita estar numa maré infindável de má sorte são muito comuns, mas ainda que durem bastante sempre acabam passando.

Igualmente é comum ser vítima de um golpe de azar, como é o caso de uma bad beat. Independentemente do que ocorra, o mais importante é não criar pânico e não tiltar. Práticas integrativas como yoga e meditação podem ser grandes aliados dos jogadores nos momentos de maior pressão.